MAIS SEGURANÇA PARA FRANCA E REGIÃO

Radaeli e Moraes conversam sobre segurança.
Vereador e Delegado Radaeli conversa com o Secretário de Segurança Alexandre Moraes
Viaturas da Polícia Civil são entregues em nossa cidade
Viaturas da Polícia Civil são entregues em nossa cidade
Vereador e delegado, Radaeli destaca atenção de Secretário da Segurança Pública com Franca e região devido a entrega de 53 viaturas novas, modelos Mitsubish Pajero e Chevrolet Spin, o que propiciará mais segurança para Franca e região.
O vereador Daniel Radaeli (PMDB) afirmou nesta quarta-feira, durante o evento, que Franca está em alta no Governo do Estado de São Paulo no tocante à segurança pública. Isso porque o secretário da pasta, Alexandre de Moraes, no cargo desde dezembro último, tem destinado atenção especial à cidade e à toda região.
Uma prova desta atenção foi a entrega, pessoalmente, pelo secretário, de mais de 50 viaturas destinadas à Polícia Civil nas regiões de Franca e Ribeirão Preto – cidade que sedia o Deinter.
O evento aconteceu no Parque de Exposições “Fernando Costa”, 11:30 horas, e contou com a presença de diversas autoridades, como o governador Geraldo Alckmin, o prefeito Alexandre Ferreira e dos vereadores francanos, além de policiais civis.
Radaeli afirmou ainda que a atuação do secretário Alexandre Moraes é motivo de orgulho nos meios policiais. “No caso dessas viaturas, por exemplo, não são somente novos veículos, mas são veículos de primeira linha, top de qualidade, que dão tranquilidade e conforto para que os policiais executem seu trabalho”, disse o parlamentar.
O vereador disse que, enquanto policial, sente-se muito à vontade para falar do secretário. “É um secretário jovem, mas com uma carreira jurídica extremamente respeitável, que tem procurado nos dar a estrutura de trabalho adequada. Demonstra estar informado e preocupado em oferecer o melhor para nós, policiais, e principalmente para a população”, disse Radaeli. O Vereador e Delegado Radaeli, que fez várias reivindicações ao governo do estado visando melhorar as questões de segurança da cidade, conversou com o Secretário Alexandre Moraes quando agradeceu pelo atendimento das reivindicações e Moraes se colocou à disposição para receber o parlamentar em seu gabinete oportunamente.

EXATAMENTE UM ANO ATRÁS

Exatamente um ano atrás!!! A situação da água em nosso país é muito grave, mas muito grave mesmo. Mesmo com as chuvas recentes os reservatórios estão baixos demais. Há um ano, juntamente com minha família estávamos em nosso rancho no município de Cássia-MG, justamente onde passamos o carnaval. Assistam ao vídeo e vejam que linda a represa:

Um ano depois, voltamos ao rancho, no carnaval de 2015 e, até raid deu pra fazer onde tinha água, é de doer o coração. Por mais que possa chover esse ano, creio que levará anos ou nunca mais veremos a represa como em 2014. É triste, assistam o outro vídeo, o de 2015

NÚMERO NÃO IDENTIFICADO

chamadas
É o fim daquelas chamadas telefônicas para o celular com “Número não identificado” ou “chamada privada”, aqueles chatos que omitem o número do celular ou empresas de telemarketing tentando vender produtos. Eu, particularmente, não atendo esse tipo de chamada pois, se o “chamador” não quer ser identificado, não é uma ligação confiável. Enfim, segundo o site da BBC Brasil (http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015/02/150217_aplicativos_ligacoes_lk) esse problema pode ser sanado com seis aplicativos existentes para os telefones com os sistemas ANDROID e IOS.
São eles:1. TrapCall; 2. True Caller; 3. Contative; 4. Track Caller Location; 5. Whoscall e 6. Whos Calling?. A maioria dos apps são gratuitos e podem ser baixados em seu celular. Estou testando o Whoscall e até o momento satisfez minhas expectativas. Para maiores detalhes de cada aplicativo acessem o site indicado acima. Fica a dica.

MAIS UMA CONQUISTA DO VEREADOR RADAELI

MAIS UMA CONQUISTA DO VEREADOR RADAELI

postos

Depois de requerimentos feitos pelo Vereador Radaeli (136/2013 e 499/2014) sobre a situação dos postos de combustíveis pertencentes à municipalidade e que alguns estavam abandonados e outros sem o devido processo licitatório, causando prejuízos aos cofres públicos, a licitação foi finalizada e a PETROBRAS foi a vencedora e vai pagar a Prefeitura de Franca, 24,9 milhões de reais pela concessão. Mais uma missão cumprida no mandato.

postos 1postos 2postos 3postos 4

OPERAÇÃO TAMBORIM PRENDE 57 EM FRANCA E REGIÃO

OPERAÇÃO TAMBORIM PRENDE 57 EM FRANCA E REGIÃO

hiluxmarcelo
Operação da Polícia Civil de Franca e região, comandada pelo Delegado Seccional Dr. Marcelo Rodrigues Alves Caleiro e coordenada pelo Delegado Radaeli começou por volta das 6 da manhã em Franca e mais 16 cidades da região. O balanço parcial dá conta de que 57 pessoas foram presas e dois adolescentes apreendidos. Inúmeros flagrantes foram elaborados pelas Unidades Policiais(TRÁFICO DE ENTORPECENTES, RECEPTAÇÃO, ESTELIONATO, ETC)com a apreensão de drogas, objetos diversos e armas, além de vários condenados capturados. Foram 117 os Policiais que participaram da ação. Outras ações estão em andamento e novas prisões e apreensões deverão ser efetivadas.

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
A cada 15 segundos, uma mulher é agredida no Brasil.
• o Brasil é um dos países que mais sofre com a violência
doméstica: 23% das mulheres brasileiras estão sujeitas a
esse tipo de violência.
• pelo menos uma em cada três mulheres ao redor do
mundo sofre algum tipo de violência durante sua vida.
• a violência doméstica é a principal causa de morte e
defi ciência entre mulheres de 16 a 44 anos de idade e
mata mais do que câncer e acidentes de trânsito.
• cerca de 70% das vítimas de assassinato do sexo feminino
foram mortas por seus maridos ou companheiros.
• a violência contra a mulher atinge indistintamente
mulheres de todas as classes sociais, raças e etnias,
religiões e culturas.
• a violência contra a mulher produz consequências
emocionais devastadoras, muitas vezes irreparáveis,
e impactos graves sobre a saúde mental sexual e
reprodutiva da mulher.
• mais de 40% das ações violentas resultam em lesões
corporais graves decorrentes de socos, tapas, chutes,
amarramentos, queimaduras, espancamentos e
estrangulamentos.
• a violência ou mesmo o medo da violência aumenta a
vulnerabilidade da mulher à infecção pelo HIV/AIDS e
outras doenças sexualmente transmissíveis. O temor
de sofrer violência pode, por exemplo, fazer com que a
mulher se submeta a relações sexuais desprotegida.

POR QUE, MUITAS VEZES,
A MULHER NÃO CONTA NEM
DENUNCIA SEU AGRESSOR
OU AGRESSORA?

Existem diversas explicações para uma mulher
não contar os episódios de violência.
Eis alguns exemplos:
• Sente-se envergonhada e humilhada ou
mesmo culpada pela violência.
• Teme por sua segurança pessoal e pela
segurança de seus fi lhos e fi lhas.
• Teve más experiências no passado, quando
contou sua situação.
• Sente que não tem controle sobre o que
acontece na sua vida.
• Espera que o(a) agressor(a) mude de
comportamento.
• Crê que suas lesões e problemas não são
importantes.
• Quer proteger seu companheiro por razões de
dependência econômica ou afetiva.
• Tem medo de perder seus fi lhos e fi lhas.
• O agressor ou agressora a acompanha e não a
deixa falar ou pedir ajuda profi ssional.
• Pertence a um âmbito cultural/social em
que esses abusos são tolerados ou mesmo
compreendidos como “naturais”
• Pensa que ama seu agressor ou agressora e
que a violência refl ete um momento ruim pelo
qual está passando.
(matéria extraída do site: http://www.unfpa.org.br/Arquivos/cartilha_direitos_mulher.pdf)mulher

“CAUSO” POLICIAL

BOLA
“CAUSO” POLICIAL
Sou Delegado de Polícia há quase 25 anos e já vi de tudo em meus plantões e atendimentos. A vida de um Policial não é só combater o crime mas, também, ouvir os problemas sociais que resultarão, lá na frente, no crime. É uma forma de prevenção.
Um belo dia estava em meu gabinete e chegou um Policial Militar, bem atento as questões comunitárias, e me informou que um cidadão, até pouco tempo trabalhador, casado, pai, filho, etc… estava com problemas psicológicos e isso poderia acarretar-lhe problemas, haja vista que, estava “mexendo” com a mulher alheia e não saia de cartomantes. Perguntei ao Policial o que levou esse cidadão e chegar nessa situação e ele me informou que teria sido depois que sua esposa lhe abandonou. O Policial me contou toda a vida do cidadão.Diante da situação e, com vontade de ajudar, pedi que convidasse ele para comparecer na Delegacia. Na Polícia somos desprovidos de psicólogas, psiquiatras, etc…, enfim, temos que nos virar. Com cada pessoa, conforme o perfil, há que se conversar de forma diferente, ou seja, de forma entendível. Dias após me informaram que referida pessoa estava me aguardando para conversar. De imediato pedi a uma funcionária, que é adepta a cartomancia, que me emprestasse o baralho e que separasse três cartas “boas” e deixasse na parte de baixo e três “ruins” na parte de baixo. Feito isso pedi que deixassem entrar o cidadão. De início, após os cumprimentos, percebi realmente que ele estava no “mundo da lua” e precisando de muita ajuda. Pedi seu documento e ele me apresentou a carteira de trabalho e, na página de registro lá constava “ele registrando ele próprio” como segurança. Estava tudo errado….problema. Induzi o cidadão que falasse tudo o que tinha vontade e, mais me convencia que apesar de ter um problema temporário, tinha jeito. Depois de muita prosa e, quando já tinha liberdade com ele, confidenciei que além de Delegado eu também “lia cartas”, pois já sabia que gostava de cartomantes e eu tinha todas as informações da vida dele. Ato contínuo perguntei se desejava que eu “jogasse” as cartas para ele e, mais do que imediato disse que sim. “Saquei” do baralho, previamente montado, e disse a ele que cortasse com a mão esquerda o que prontamente atendeu. Separei as cartas “ruins” e disse a ele tudo de ruim que estava acontecendo em sua vida. Ficou surpreso pois tinha acertado tudo. Depois pedi que se concentrasse e cortasse novamente o baralho. Surgiram as cartas “boas”. Aí chegamos no “método de indução”. Disse a ele que para melhorar de vida ele teria que voltar a morar com sua mãe (pois estava morando sozinho em condições precárias)e se aceitava outras sugestões. Disse que sim. Sugeri a ele que ao acordar, depois da higiene pessoal, deveria tomar um copo d’água em jejum e, com os olhos fechados fizesse por três vezes a oração do “pai nosso”. Depois disso sugeri que deveria, sempre, estar com o cabelo cortado, a barba feita e nunca usasse roupas amassadas. Finalizando falei que se cumprisse minhas sugestões a vida dele mudaria completamente. Ele, sempre atento, disse que cumpriria à risca todas as sugestões e perguntou o que lhe aconteceria de bom. Respondi dizendo que ele “reencontraria” a mulher da vida dele, “receberia” um dinheiro que não estava esperando e arrumaria um novo emprego. Só falei o óbvio pois se eu conseguisse que ele voltasse “para os eixos” isso seria consequente.Bom, me agradeceu e foi embora. Depois de uns três ou quatro meses, já não me lembrava do ocorrido, minha secretária anunciou que aquele rapaz que esteve na Delegacia naquela oportunidade (todos sabiam do caso, pois chamou muita a atenção) desejava falar comigo novamente. Pensei, “lá vem problema” não consegui !!! Entrou uma “nova pessoa” em minha sala: mais jovem, barbeado, cabelo cortado e o melhor, sem aquela aparência de “pessoa transtornada”. Imediatamente após os cumprimentos me agradeceu dizendo : “Doutor, tudo se cumpriu !!! Minha mulher voltou pra mim, recebi uma ação trabalhista e montei meu próprio negócio” Fiquei “boquiaberto”, ofereci um café e conversamos por algum tempo. Ele estava “normal”. Ao final da conversa, quando já estava nos despedindo ele disse: “Doutor, não quer jogar o baralho pra mim novamente?”

EM DEFESA DA MULHER

EM DEFESA DA MULHER
Depois de muita luta e como uma das prioridades do meu mandato como Vereador vi que o esforço teve sucesso. Segundo informado pela Secretária de Ação Social já está em pleno funcionamento a Casa da Mulher Vitimizada. Como Delegado de Polícia em atividade há 23 anos em nossa Franca vi o sofrimento das mulheres e consequentemente da família que sofriam caladas pois não tínhamos instrumentos sociais para acolhimento.

As atividades da Casa da Mulher Vitimizada, espaço criado pela Prefeitura para acolher as mulheres vítimas de violência, oferecendo a elas apoio social e psicológico, já estão sendo realizadas desde o final do ano passado.

A casa é administrada pela Associação Mão Amiga de Âmparo Feminino, que teve sua proposta de trabalho aprovada pela comissão julgadora de seleção de projetos e representantes do Conselho Municipal de Assistência Social.

Os espaço acolhe as mulheres e seus filhos, vítimas das mais diferentes formas de violência, por até 6 meses, podendo o prazo ser prorrogado, a depender do caso.

O serviço garante a integridade e o sigilo obrigatório quanto à identidade do público atendido e é desenvolvido em local sigiloso, sem indicação da natureza institucional do serviço.

Conforme a secretaria de Ação Social, todas as atividades oferecidas primam pela atenção, sigilo e amparo às mulheres vitimizadas.

A casa tem quatro quartos, três banheiros, sala, brinquedoteca, cozinha e área de serviço. “Nosso trabalho é focado no acolhimento à mulher vitimizada, que encontra na casa um espaço aconchegante, que oferece segurança em um local sigiloso”, explica Gislaine Peres, secretária de Ação Social.

Para a segurança do público atendido na Casa da Mulher Vitimizada, o endereço do local não é divulgado. Mais informações podem ser solicitadas na secretaria de Ação Social, pelo telefone 3711-9317.
(http://www.franca.sp.gov.br/portal/noticias/acao-social/casa-da-mulher-vitimizada-ja-atende-em-franca.html)entrevista mulher

requerimento mulherrequerimento mulher

2015 !!! APERTEM OS CINTOS

Toc, toc, toc…é a crise. Falta abastecimento de água e, a chuva esperada (São Pedro não cumpriu o contrato) é baixa e vai piorar. A água dos reservatórios está acabando e, medidas para melhorar o abastecimento são demoradas e de alto custo. Sem água, importante para subsistência humana, agrava-se a crise energética pois o Brasil extrai cerca de 75% da energia que consumimos das hidroelétricas e, sem essa produção, há que se buscar energia nas termoelétricas, bem mais caras e poluentes, conclusão, aumento em nossa sagrada conta de energia elétrica…O petróleo….esse não dá para acreditar no que está acontecendo. Enquanto o valor do barril de petróleo cai no mercado, em consequência, deveria cair nas bombas, aqui tudo é diferente…tivemos e teremos novos aumentos nos combustíveis. Já tivemos aumento nos impostos, juros bancários, preço das mercadorias e, em virtude de tudo isso, uma crise geral, em todos os setores. É hora de reflexão. É hora de nós brasileiros repensarmos sobre o nosso futuro. Pés no chão. Mesmo que não goste de política…observem os políticos, os seus atos e as consequências. O custo de vida do cidadão é um dos mais altos do mundo e o repasse em Educação, Saúde, Transporte, etc…etc….etc….é NADA. Tenho dito. Apertem os cintos.
Vai aqui uma dica, leiam o artigo escrito por Ricardo Pereira : http://dinheirama.com/blog/2015/01/20/atitudes-nao-terminar-mes-sem-dinheiro/

LAS VEGAS, UM PASSEIO PELA STRIP

LAS VEGAS, UM PASSEIO PELA STRIP

Viajei com minha esposa Isabel para Las Vegas, Nevada, EUA, em 23 de dezembro. Fizemos uma verdadeira romaria para chegar a cidade. Saímos de São Paulo num voo da TAM com destino ao Aeroporto Galeão no Rio de Janeiro e, por volta de 0:55 voando pela U.S. Airways. Chegamos em Charlotte,NC, EUA, por volta das 6:30 da manhã, ou seja, com o fuso horário de -3 horas, em resumo, 10 horas de voo. Passamos pela imigração sem maiores problemas, inclusive com um Agente que falava português. Quatro horas depois num outro voo da mesma empresa rumamos para Las Vegas. Foram mais quatro horas de voo e, muito frio, um fuso horário de -6 horas em relação ao Brasil. Aos poucos vou postando nossa deliciosa aventura de 11 dias. Aqui vai o vídeo do passeio pela Strip.

%d blogueiros gostam disto: